quarta-feira, 25 de novembro de 2009

O inicio de uma carreira.( quase por acaso)

Ao chegar na gravadora,senti uma espécie de frio na espinha e quase desisti. Mas...como estava ali , resolvi tentar. Falei com sua secretária e pedi para ve-lo. Ela foi gentil e pediu-me para sentar e aguardar uns instantes. Percebi que havia um outro rapaz sentado na ante sala, que parecia estar esperando também. Após alguns minutos a secretária voltou e me informou que o Roberto Corte Real, não poderia atender-me e que eu deixasse o meu numero de telefone. Expliquei a ela que insistisse pois eu era o rapaz que ele havia convidado nos Estados Unidos para procura-lo caso eu viesse ao Brasil pois ele tinha gostado muito de minha voz. Logo em seguida, a secretária voltou e disse que ele não se lembrava. Pensei em uns dois ou três palavrões para dizer mas fiquei na minha. Quando estava para sair, o rapaz que estava sentado ao meu lado, me pegou pelo braço e me perguntou se eu era cantor. Expliquei a ele que tinha sido uma casualidade o Roberto me escutar em New York, pois estávamos na mesma festa do Teddy Randazzo e por coincidencia eu tinha cantado. Ele abriu os olhos de uma forma que parecia ter achado uma "new star" e imediatamente disse que me iria levar ao programa do Miguel Vaccaro Netto para me apresentar a ele. Disse também que o Miguel havia lançado uma nova gravadora, a "Young Records" e que estava recrutando novos talentos que cantassem em Inglês

Nenhum comentário:

Postar um comentário